quinta-feira, 19 de agosto de 2010

A França expulsa ciganos

O presidente Nicolas Sarkozy começou a expulsar hoje ciganos para a Romenia e a Bulgária. Há na França hoje 15 mil ciganos e na Europa 12 milhões. A medida é popularista e visa melhorar a imagem de Sarkozy nas pesquisas. Está sendo repudiada como xenófoba.
Ciganos foram vítimas do nazismo, do fascismo e agora de Silvio Berlusconi e de Sarkozy.

7 comentários:

audrey disse...

Não vejo nada demais, podem ser ciganos mas também poderiam ser outras etnias e/ou religiões.Se estão ilegais nada mais justo.

maria jose disse...

Se a França arrogante e 'civilizada' expulsa ciganos, que o mundo coloque as barbas de molho.
Que cada vez mais pessoas procurem compreender os processos que movem o mundo e intervir para torná-lo melhor.

rfdias1 disse...

A política de "mantenham-os sempre em movimento", artifício medieval que inclusive causou a deportação de milhares de ciganos portugueses para a África e para o Brasil colonial a partir do século XVI, continua viva e latente no coração da Europa. É lamentável que alguém ainda coadune com esse tipo de prática. Nós, ciganos, somos a única nação do mundo que nunca declarou guerra a nenhum outro povo por causa de disputas territoriais. Só queremos viver comforme nossas tradiçoes e nossa filosofia de entendimento de vida.
Quando a literatura histórica começar a informar que cerca de 1.600.000 ciganos foram massacrados por Hitler, talvez sejamos tão "intocáveis" como os judeus. Mas não sobrou nenhum carrasco nazista para levermos à forca, e nem que houvessem, o faríamos. Podem ter certeza.
"Lachi Bar, Romanòs"

Aurélio Cardoso disse...

Hoje como no passado próximo é o Povo Cigano que está sendo vitimado e usado por um governo Xenófobo.Que tenta as custas de uma minoria já bastante discriminada recuperar a sua imagem desgastada usando essa antiquada ferramenta do pseudo-nacionalismo.Pergunto,porque ainda toleramos esse tipo exemplo num Pais que se diz 1º mundo e se considera a Nata da humanidade.Ainda me surpreende que isso esteja acontecendo justamente na Pátria de grandes escritores,filósofos,poetas e revolucionários;É lamentável...Oro ao Senhor Deus que corações e almas despertas possam agir em defesa do Povo Cigano de da memória destes veneráveis Seres que um dia ajudaram a erguer a bandeira em cuja flama estava escrito:Igualdade,Fraternidade e Liberdade.

Aurélio Cardoso disse...

Hoje como no passado próximo é o Povo Cigano que está sendo vitimado e usado por um governo Xenófobo.Que tenta as custas de uma minoria já bastante discriminada recuperar a sua imagem desgastada usando essa antiquada ferramenta do pseudo-nacionalismo.Pergunto,porque ainda toleramos esse tipo exemplo num Pais que se diz 1º mundo e se considera a Nata da humanidade.Ainda me surpreende que isso esteja acontecendo justamente na Pátria de grandes escritores,filósofos,poetas e revolucionários;É lamentável...Oro ao Senhor Deus que corações e almas despertas possam agir em defesa do Povo Cigano de da memória destes veneráveis Seres que um dia ajudaram a erguer a bandeira em cuja flama estava escrito:Igualdade,Fraternidade e Liberdade.

Leonor disse...

Pois a mim parece-me que se o Povo Cigano quer ser mais respeitado tem que começar por se adaptar totalmente às características dos serviços existentes nos países da sua residência. Tem que ter documentação tem que trabalhar fazer os respectivos descontos e dessa forma poder ter direitos mas também deveres que obrigatoriamente tem que cumprir!

Anônimo disse...

mt bemm acho que portugal devia deportar todos os ilegais,,, metelos a correr daqui para fora...