terça-feira, 22 de abril de 2008

Mais apoio à pesquisa com células-tronco embrionárias.

O Conselho Nacional de Saúde decidiu em 17/04/08 apoiar as pesquisas com células-tronco embrionárias.

Dos 39 conselheiros presentes à assembléia, apenas a representante da Convenção Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Zilda Arns, votou contra.

Discussões acadêmicas, religiosas ou filosóficas não podem retardar as indispensáveis pesquisas com células-tronco embrionárias.

É necessário e premente que o processo que tramita no STF volte ao plenário para ser votado. A interrupção da votação se deu em razão do Ministro Carlos Alberto Direito ter pedido vistas do processo.

Não dá para ficar calado.

Um comentário:

Zulma disse...

Os conflitos terminaram: “Pesquisa com células embrionárias fracassou” http://www.andoc.es/
Foi declarado pela Dra. Natalia López Moratalla, catedrática de Biologia Molecular e Presidente da Associação Espanhola de Bioética e Ética Médica, que «as células-tronco embrionárias fracassaram; a esperança para os enfermos está nas células adultas» e «hoje a pesquisa derivou decididamente para o emprego das células-tronco 'adultas', que são extraídas do próprio organismo e que já estão dando resultados na cura de doentes».