terça-feira, 8 de abril de 2008

Cinco cães atacam e matam criança de nove anos.

No dia 05/04/08 mais uma criança morreu atacada por cães. O fato ocorreu no município de Bezerros, no agreste pernambucano, a 99 km de Recife. José, de 9 anos, entrou na granja vizinha à sua casa para comprar uma galinha. Foi atacado por cinco cães, quatro da raça fila brasileiro e um rotweiller. Eles se encontravam soltos, sem focinheira e não havia ninguém em casa.

Considero inaceitável o que ocorreu e já vem ocorrendo outras vezes. - Cães matarem uma criança! Isso não é fatalidade, como acham muitos, nem um incidente como diz o jornal Diário de Pernambuco, ao tratar da notícia, e tampouco um acidente, que é uma situação prevenível e evitável. Isso é um crime. São cúmplices os pais da criança e os donos do cachorro. Só há uma vítima - o menino de nove anos.

Infelizmente, esses crimes continuarão a ocorrer, até que a população seja informada, leis sejam sancionadas e punições rigorosas sejam aplicadas.

Após uma outra tragédia ocorrida também em Pernambuco, em novembro de 2007, quando um casal de pitbulls atacou e feriu gravemente dois irmãos, de 22 e 7 anos, em Jaboatão do Guararapes, o Jornal do Comércio Online, de Pernambuco, fez uma pesquisa entre os leitores. Participaram 108.062 internautas. À pergunta "O pitbull representa um perigo para a sociedade?" 5,4% respondeu "Sim, é uma fera em potencial." 24,55% respondeu "Não, se adequadamente treinado." E INCRÍVEL! 69,99% respondeu que "Não tem opinião formada".

Não é possível que pessoas, sobretudo crianças e idosos sejam vítimas de cães ferozes, preparados para atacar e até matar. Isso não pode ocorrer entre civilizados. Cão é cão. Criança é criança.

Leia também a Notícia Comentada em nosso site: Pitbull desfigura rosto de criança de 4 anos, de 20 de março de 2007.

Pitbull passeia sem focinheira em São Paulo. (Foto: L.C. Leite)

Não dá para ficar calado.

O Observatório da Infância errou:
A informação que nos chega por comentários é de que o cão da foto é um bull terrier e não um pit bull. A foto é de matéria publicada pela Folha de São Paulo, de 19/11/06, sobre o título "Nos parques e ruas de São Paulo, donos levam cães para passear sem focinheiras". A matéria cita cães das raças pit bull, rottweiler, mastim napolitano e american staffordshire. Na matéria a raça bull terrier não é citada.

33 comentários:

Anônimo disse...

Já são tantas agressões com as crianças, que nem sei mais como reagir a isso. Poderão culpar os animais facilmente, e com isso, os verdadeiros responsáveis ficarão imunes das penalidades.
Uma criança depende 100% dos responsáveis. Mas, convivendo com esse modo agressivo logo no começo da vida, qual será a opinião delas ao deixar este mundo?

Anônimo disse...

Porque se há tantas mortes e ataques de cães a pessoas principalmente crianças, não se toma uma providência em relação a essa paixão por violência? Sim, porque normalmente quem os cria sabe de todos os riscos a população e assim mesmo o faz. Então tem que haver uma ação eficaz de todos, inclusive da sociedade em si para que haja interesses por outras raças que não causem tanta dor e desprezo a vida.

Anônimo disse...

Claro e evidente que o culpado é o dono dos cães.
Se ele sabe que tem cães ferozes assim, ate por que os cria, não deveria deixar o acesso a casa dele tão facil, de modo que uma criança pudesse entrar lá. Somente alguem mla intencionado o faria.
Não vejo culpa algum nos pais da criança, como o autor sugeriu.

Mario Jorge disse...

Temos que de uma vez por todas, acabar com o mito de que os animais saõ os assassinos, e ai criam situações como: tubarão assassino, a cobra anaconda, crocodilos que comem bois, e muitos outros, quando na grande VERDADE, assassino é o bicho HOMEM, que mata por prazer e ainda por cima com absurda crueldade.
Sobre a minha resposta e parecer quanto ao animal cachorro, é o homem, que com sua crueldade, os torna agressivos. Por que penso que toda agrecividade proveniente deste mundo é causada pelo BICHO HOMEM.
Algo realmente tem que acontecer com o planeta terra, em função de sua maioria de seres humanos de pessima qualidade, para que haja um recomeço, e este mundo seja muito mais humano, fraterno, leal e que o amor seja o ponto mais forte dos que aqui habitarem.

Joyce disse...

Muito bem disse a reportagem: "os cães são treinados para matar". Quem condiciona o animal a ser agressivo é o dono. São os donos os responsáveis por instigar o instinto natural do animal. Assim como um ser humano quando cofrontado com uma situação que ameaçe de alguma forma sua integridade, o animal se defenderá.Obviamente, a referência que estes cães, provavelmente,têm do homem leva-os a atacar, neste caso, infelizmente, a vítima foi uma criança. O culpado não é o animal, mas sim os donos irresponsáveis e despreparados.

Anônimo disse...

Nota-se o total despreparo do autor do texto.

Em primeiro lugar o cão da foto não é um Pit Bull e sim um Bull Terrier, raças completamente distintas.

O ataque ocorreu simplesmente pois a criança invadiu o dominio dos cães. É triste, mas é um acidente. Cães de guarda servem para isso, guardar seus dominios enquanto os donos estão fora. Obviamente não estavam com fucinheira, pois estavam na "casa deles". O Menino que não devia ter entrado sozinho.

Outra questão é a da tipificação criminal. Pessoas não podem ser "cumplices" de cães, isso é bobagem, animais não comentem crimes. Os donos podem sim ser responsabilizados pelo descuido na guarda, mas esse nãoé o caso, os cães estavam dentro da Granja.

Vamos pensar e se informar antes de falar bobagens emocionais. Mais razão por favor.

Anônimo disse...

Gente ignorante, esse cachorro que aparece na imagem não é um pitbull e sim um bullterrier, raça totalmente diferente, concordo pelo fato dos caes atacarem as pessoas, mas os verdadeiros culpados são os donos, tenho um bullterrier e tenho 3 sobrinhos pequenos, e eles se aman, e ainda mais meu bull fica junto com um poodle, e faz adestramento com varias raças distintas, acho legal o apelo que voces estão fazendo, mas desde que esse apelo seja certo e não prejudique a raça bullterrier que ainda é uma coisa rara aqui no Brasil, então antes de criticar procure se informar, meu cachorro não gosta de carne de segunda, então não precisem se preocupar com ele.

Chris disse...

Realmente temos visto vários acontecimentos trágicos em que crianças se ferem gravemente ou mesmo morrem em consequência de ataques de cachorros. Mas há que se analisar as circunstâncias de cada caso para se encontrar os verdadeiros culpados, sem recorrer a clamores emocionais destinados a atrair simpatia.
No caso citado, os cães encontravam-se em seu território, dentro do terreno de sua casa, o qual têm a função de guardar da influência de estranhos. A criança entrou sozinha, invadindo o espaço, para piorar na ausência dos moradores. Receita certa para o desastre!
Ora, não é razoável exigir que se mantenha os animais acorrentados e/ou amordaçados em sua própria casa! Se for assim serão culpáveis todos os proprietários que possuem cães guardando seus lares. Aí lembramos o caso do ladrão que processa o dono da casa que tentou assaltar porque foi atacado pelo seu cachorro - isso tem sentido?
É claro que sendo a vítima uma criança a fatalidade é ainda mais lamentável. Mas por mais que seja doloroso, permanece o fato de que os responsáveis pela criança são os que não poderiam ter permitido que ela penetrasse sem autorização na propriedade alheia, principalmente na ausência dos donos e diante da presença de animais de guarda.

paulo peruchi disse...

Exatamente a criança com 9 anos entra na casa sem um supervisor e sozinho,oque ele estaria indo fazer lá se não havia ninguem na casa?como pode uma pessoa ou criança ir adentrando uma casa ou local que seja sem saber se tinha algum da casa,deixar os cachorro em casa de focinheira,meio estranho e se fosse um amigo do alheio ao invés de um menino com pais desnaturados que não tomam conta do filho?(observação o cão da foto não é um PITBULL e si mum BULLTERRIER eles não necessitam andar com focinheira pelas ruas abraço.

Rafael Selmi disse...

Para começar a matéria perdeu a credibilidade no momento em que nosso querido "jornalista" não soube diferenciar um Pitbull de um Bull Terrier. Meu amigo Lauro Monteiro, essa foto que o Senhor usou na matéria é de um Bull Terrier e não um Pittbull.

Depois disso não tenho nem o que comentar mais, infelizmente nosso país é deplorável, muita gente dando palpite em assuntos que desconhecem, principalmente quando o assunto é cão.

Menos sensacionalismo, por favor e mais informação.

Anônimo disse...

Caro amigo, a desenformação e a ignorancia tanto de fatos quanto de atitudes é a pior arma que alguem pode ter.
Logo não culpe um animal irracional por uma atitude e sim seu dono que alem de ser racional pode ser julgado.
Agora por favor, mude a foto ou o comentário do cachorro branco andando sem focinheira em SP, este é um BULL TERRIER, e não um STARFORDSHIRE TERRIER ( VULGO PIT BULL) são duas raças completamente diferentes de personalidade e aparencia. grato.

Anônimo disse...

Concordo, quem escreveu o texto não tem preparo e não sabe o q fala. Primeiro lugar esta foto não é equivale a raça como descrita. Segundo lugar, quem tinha quer ser preso são os pais deste menino, que não zelaram e nem ensinaram nada a esta criança.Os cachorros estavam na casa deles, que foi invadida por um estranho, eles só seguiram o extinto, são animais!!!!

Anônimo disse...

Não da pra ficar calado mais deveria, primeiro se informe melhor como muitos ja disserao o cao da foto e um BULL TERRIER e nao um pit bull, caes completamente diferente !!

santa ignorancia, se informe melhor antes de escrever algo!!

Anônimo disse...

Esse cão da foto não é um AMERICAN PIT BULL TERRIER e sim um BULL TERRIER e esse cão não precisa usar focinheira. E se vocês não sabem nem destinguir uma raça da outra oque vocês podem falar contra um cão doce amável e muito companheiro como um o AMERICAN PIT BULL TERRIER e pra quem não sabe esse é o nome do "PIT BULL"!!!!!

Laura disse...

VOÇES COLOCAM UMA NOTICIA E NEN SABEM A RAÇA DO CAO.. SANTA IGNORANCIA.. O CAO A FOTO NAO É UM PIT BULL E SIM UM BULL TERRIER.. ESTE CAO NAO PRECISA DE FUCINHEIRA..EU TENHO UM BULL TERRIER E NAO MACHUCA NEN MOSCA.. PRIMEIRO SE INFORME DEPOIS VENHA FALAR DE ABSURDOS..

Anônimo disse...

' Se coloqe no lugar dos cães,ao se depara com um estranho em seu habitat,os cães não tem extinto de ruindade como os humanos,eles apenas o fizeram para proteger seu território e seus donos.
Vivem notificando casos de cães qe atacm crianças,ja pararam pra tentar entender,ou saber o porqe eles o fizeram? Crianças não são nada faceis.
Trabalho numa veterinária e todos os dias tenho contato com diversas raças,e pra lhe ser sincera,os Pit bulls são criaturas Doceis sim,os Bull terriers então nem se fala,são uns amores.
Deveriam estudar e tentar entender melhoor os cães ao invez de ficar criticando,culpando e ainda trocando a raça dos bichinhos.

Pedro Miguel Mendes disse...

não é um pitbull!!!!!
É um BULL TERRIER!!!!e os bull terrier são brutos por nascença mas carinhosos pela mesma também!!!um cão espectaular fiquem sabendo!!!para quem nao sabe....

Anônimo disse...

Mau informado lauro, nota-se que vc nao tem comprometimento nenhum com o que aprendeu na faculdade, o cao da foto é um bull terrier e nao um pit bull, cuidado com as bobagens que vc posta seu bosta !!!
o menino invadiu a casa dos caes, nao foram os caes que sairam e atacaram o menino, portanto apesar da fatalidade os caes estavam protegendo seu dominio de um invasor.

Lauro Monteiro disse...

O Observatório da Infância errou:

A informação que nos chega por comentários é de que o cão da foto é um bull terrier e não um pit bull. A foto é de matéria publicada pela Folha de São Paulo, de 19/11/06, sobre o título "Nos parques e ruas de São Paulo, donos levam cães para passear sem focinheiras". A matéria cita cães das raças pit bull, rottweiler, mastim napolitano e american staffordshire. Na matéria a raça bull terrier não é citada.

fabio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fabio disse...

sr. Lauro Monteiro, ja que a informaçao foi passada errada pra
materia, o senhor acha certo continuar com a imagem? pq esse erro nao foi corrigido? sera q a intençao é arrumar mais um culpado?
como um amigo aki disse, Deveriam estudar e tentar entender melhor os cães ao invez de ficar criticando, pois O culpado não é o animal, mas sim os donos irresponsáveis e despreparados e o pior trocando a raça dos bichinhos e mostrando como conhecem e sabem q estao falando, rsrsrsrsr so rindo.O animal é o espelho do dono, sou criador de bull terrier, fiquei com vergonha de ver uma reportagem culpando uma raça e colocando a foto de outra, santa ignorancia.

Anônimo disse...

O cão da foto não é um pit bull é um Bull Terrier !
Outra coisa, quem torna o cão agressivo é o dono dele! Existem pit bull e bull terrier dóceis!
Eu tenho um rottweiler e sou apaixonada pelo bull terrier, meu rottweiler é dócil mesmo quando a própria raça indica o contrário :)

Cris disse...

o INFELIZ DE VC, EU TENHO UM BULL TERRIER, E AMIGO, DEDICADO INCAPAZ, VAI ARRUMAR O QUE FAZER E TER CERTEZA DO QUE VC TA FALANDO, GENTE BURRA IGUAL VC CONFUNDE ESSA BELISSIMA RACA DE BULL TERRIER , COM OS PIT BULL, ACHO QUE VC DEVERIA APROVEITAR ESSE ESPACO SIM PARA DIVULGAR BOAS INFORMACOES E QUANTO A FICAR CALADO NESSE CASO E ISSO AI, CALE-SE

Cris disse...

BULL TERRIER, E TUDO DE BOM, E UM OTIMO AMIGO, TEM UMA PACIENCIA QUE SO, COLOCA A SUA FOTO AI.

E COLOCA ASSIM O.

NAO DA PARA FICAR CALADO, BURRO NEM CONHECE A DIFERENCA ENTRE PITT BULL E BULL TERRIER.

jorge disse...

Não existe cão feroz, designado por raça, sou contra o uso da focinheira, vou explicar o motivo:
Qdo a Lei da focinheira foi criada, ela especificou raças, mas não hou ve antes nenhum estudo q ratifica q essas raças são realmente mais ferozes;
Em estudos realizados nos EUA, o maior número de ataques a crianças, foram das raças poodle, pincher e basset;
Não existe registros de ataques de cães q estavam sendo conduzidos com coleira e enforcador, com o uso do enforcador até uma criança domina um pit bull com um simples puxão;
Os cães transpiram pela boca então a focinheira para eles seria muito mais incômoda, até msm q para nós, e eles podem morrer de superaquecimento, o q contraria lei federal de proteção aos animais;
Não se esqueção q os cães ferozes e chamados de assassinos, também já salvaram a vida de muitas pessoas inclusive crianças de cobras etc..
O cão q arrancou a orelha da filha da própria dona, não era um pitbull e sim um poodle e o q arrancou a face de uma senhora na França era um labrador, procure na net por essas reportagens;
Bom essa é minha opinião, os bons cães e bons donos estão sendo punidos pelos ruins, sou a favor da posse responsável e não da focinheira, abraços

Anônimo disse...

...neste caso os caes não tem culpa a culpa são dos irresponsaveis dos pais que deixam uma criança dessa idade sair sozinha, os caes do vizinho estão dentro de seus territorios fazendo o que sabem fazer "guardar"se eles tivessem saido na rua aí sim haveria mais um culpado que seria os donos dos cachorros.É muito facil culpar o cão, e se essa criança tivesse morrido após cair num buraco...pois é botar a culpa no animal é fácil.

Anônimo disse...

Os pais deveriam tomar conta de seus filhos e não os deixarem invadir a casa dos outros, se eu tenho um cão na minha casa, para protege-la,estando essa casa indentificada com placa de alerta sobre o cão, e uma criança pula meu muro, a culpa é do dono da casa? Eu acho q seria dos pais, por abandono de incapaz, a irresponsabilidade é toda dos pais, e outra isso não é pit bull é um bull terrier, um cão de comportamento totalmente diferente, de pouquíssimos casos de ataques a seres humanos registrados, e de aparência totalmente diferente,pois seu formato de cabeça é peculiar somente a essa raça, q é muito comum na Inglaterra,muito cuidado para não confundir o pit bull, o Staffordshire bull terrier, e o english bull terrier, parecidas no nome mas de aparência totalmente diferente, no caso este é um english bull terrier, sugiro retirar essa reportagem, pois fere os donos dessa raça, promovendo assim uma propafanda negativa, e dando uma culpa a uma raça de cchorro q nada tem haver com esse incidente.

Diego Souza De Moura disse...

Seu burro,analfabeto,deficiente visual e mental,qualquer pessoa mentalmente saudável é capaz de perceber que o menino entrou por livre e espontânea vontade em um local no qual ele ja sabia que haviam cães (e nem ouse tentar argumentar quanto a isso). Fica claro que tanto os cães como os donos não participaram em um crime, como você os acusa. Ao menos você tem ou ja teve a oportunidade de criar,ensinar,observar e viver com um cão? cães são defensores naturais de seus territórios assim como você protege sua própria casa. E procure se informar sobre algo antes de falar sobre o mesmo pois falso testemunho sim é crime e não cães agirem naturalmente em uma situção de invasão de propriedade protegida por cães treinados para cuidar da segurança do local.

Jorge Ramiro disse...

Para o aniversário do meu filho, dei-lhe um cão. É um bull terrier, como na foto. Ele é um cão muito amoroso, mas isso não é coincidência. O adestramento de cães é muito importante. Meu filho ama o seu cão eo cão ama o meu filho.

Anônimo disse...

Acredito que não custa nada colocar uma simples fucinheira, afinal nem todos os proprietários de cães são tão amorosos com eles, mas em respeito ao menos às pessoas, crianças!

Anônimo disse...

Concordo com seu comentário exceto a "desenformação" o certo é desinformação e " STARFORDSHIRE TERRIER ( VULGO PIT BULL)" starforshire terrier (vulgo staffbull) é um cachorro e american pit bull terrier (vulgo pit bull) é outro...

Anônimo disse...

Bota uma fucinheira em você, que tal?

Anônimo disse...

O garoto entrou na granja porque?
Quem mandou esse moleque entrar (invadir)?
sobre confundir american pit bull terrier com bull terrier isso é coisa de quem não conhece nada sobre raças e ainda se acha no direito de difamar outras raças assim como o STARFORDSHIRE TERRIER que esta na tal matéria por pura ignorância (é uma raça ótima e confundida com o pit bull) agora quer difamar o bull terrier também? pessoas assim devem ser atacadas por cachorros, ai sim seria um ataque justo, justo assim como o nome do blog "não da para ficar calado (mesmo quando deveria)"