sexta-feira, 2 de maio de 2008

Cadastro Nacional de Adoção

Foi divulgado que o Cadastro Nacional de Adoção (CNA) foi lançado pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) em parceria com a Secretaria Especial de Direitos Humanos da Presidência da República. Iniciaram os registros em meio eletrônico e dentro de seis meses deverão disponibilizar os dados.

Acho que é um avanço mas sem muito efeito prático porque os candidatos à adoção desejam crianças cujo perfil dificilmente será encontrado no CNA. Medidas eficazes seriam o parto anônimo e a entrega, sem identificação, de recém nascidos (prioritariamente, mas não apenas) nas maternidades e no próprio Juizado da Infância e da Juventude.

É necessário agilizar a adoção legal.

Não dá para ficar calado.

7 comentários:

WILSON disse...

agora este problema cronico vai acabar,mais crianças com possibilidades de serem adotadas.

Mônica Nogueira disse...

Existe muita coisa errada neste país .Muitas coisas são feitas por debaixo do pano.Essa lei só vai funcionar se tiver pessoas competente para isso.

Marcelo Ferreira disse...

É direito nosso lutar para saber quando fomos incluidos no cadastro, senão seremos esquecidos, em pastas, como ocorre hoje em Belo horizonte.

Anônimo disse...

Ok , o cadastro Nacional de adoção agora existe, mas como saberemos se estamos nesse cadastro?Precisamos saber como anda o processo , isso será informado?Tanta criança crescendo nos abrigos e pais com amor de sobra para seus tão esperados filhos.

priscilla disse...

Não dá para acreditar que o cadastro nacional está funcionando!
Desde o ano passado que levamos nossos documentos novos para a inclusão no CNA e até agora nem um telefonema para dizer que estamos incluídos ou não, é um descaso total com a gente, que está na luta há tanto tempo.
Sou de Campinas, e lá as assistentes não informam nada, nem nº da fila, nem expectativa, nem um simples "está chegando sua vez".

Priscilla disse...

ola

Anônimo disse...

também estou na fila para adoção. e como fazemos para saber se estamos incluídos no cadastro nacional, pois a 3 meses atrás fui conversar com a assistente social para saber como andava o processo, então ela "aproveitou" e pegou meu processo e disse que ia me cadastrar.