quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Há mães que realmente não querem seus filhos.

Em apenas um dia chegam-me três notícias de bebês recém-nascidos abandonados. Em Niterói / RJ, bebê prematuro de 1,8kg foi achada em terreno baldio, ainda com o cordão umbilical, nu e coberto de formigas. Em Ribeirão Preto / SP, uma menina recém-nascida foi abandonada em uma caixa de papelão, em frente a uma casa. Em Florianópolis / SC, um bebê de um mês foi abandonado em um banheiro de terminal rodoviário. A mãe deixou um bilhete informando que já tinha cinco filhos e não poderia criar mais um.
Estas situações remetem sempre à necessidade de enfrentar o abandono de forma mais objetiva. Não é possível que crianças recém nascidas corram risco de morrer, largadas em qualquer lugar, quando poderiam estar sendo entregues aos Juizados da Infância e da Juventude.
Estas três crianças acima citadas nasceram não desejadas, foram abandonadas e acolhidas. E quantas deixaram de nascer em abortos clandestinos? Quantas morreram ao serem abandonadas nas ruas? E quantas, talvez a maioria, estão vivendo junto a mães que não as querem?
Não dá para ficar calado.

12 comentários:

Anna Ludmilla disse...

Se as mulheres pudessem ser asssistidas desde o primeiro momento de gestação em hospitais especializados, a assistência social poderia orientar a mulher conforme a necessidade dela. Evitando o aborto, mas providenciando a entrega da guarda do menor protegido desde o parto pelo juizado de menor , sem criminalização do processo. Tenho certeza que nem o aborto, nem a gestação indesejada, nem o abandono são opções que fazem a mulher feliz. Ou ela é assistida para ficar com o filho de forma saudável para ambos ou ela é assistida para parir em segurança e dar a guarda do menor para a justiça determinar seu futuro.
Talvez um slogan em outdoor:
"Antes de abortar ou jogar fora em qualquer lugar procure ajuda e terá o que precisa."
Claro que com o telefone e o local onde buscar socorro.

Anônimo disse...

O dia em que tivermos uma assistência digna na saúde, provavelmente teremos uma sociedade melhor, com mais justiça, mais educação, menos corrupção e mais distribuição de renda. Provavelmente estas mulheres que muitas vezes nem sabem a quem recorrer (assistência social, ou logo o juizado de menores) terão mais oportunidade de criar seus próprios filhos apesar de muitas dificuldades que fazem parte da vida.

Beth Pires disse...

Estou maravilhada com a utilidade e valor desse site. Tomei conhecimento pelo programa da Ana Maria (globo).
Creio que já existe no Brasil, grandes estruturas (tipo Sus,Juizado de Menores, Conselhos, Serviço Sociais)etc., o que eles precisam é ser mais atuantes, menos assistencialistas e se posicionarem como, digamos Empresa que precisa "atender e dar Lucro",seria, o Terceiro Setor como já é chamado, precisa de atitudes de emprendedorismo. Na maioria das vezes os profissionais da área são passivos e submissos.
Cursos no Sebrae, cursos de Makenting etc,seria de vital importância. Pq fala-se em falta de conhecimento de que precisa de ajuda, o que falta é saber fazer chegar a informação, saber fazer campanha etc,. Vamos profissionalizar o Serviço Social,ccom visão, postura atitude de Empresário Social
Elizabeth Ambiel Pires.
Comerciante-livreira e voluntária numa entidade que atende 300 crianças (ABEM) , Botucatu.sp.

wiara disse...

Não acredito que a solução seja acompanhar essas mulheres já grávidas, acredito que a solução seja uma orientação antes que isso aconteça,um programa do governo, mais aprofundado talvez, que incentivasse o uso de preservativos, anticoncepcionais dentre outros, que mostrassem os perigos ao não uso dos mesmos, mostrassem como a vida pode ser melhor com menos filhos para criar, etc, isso tudo havendo o interesse das próprias, que ao meu ver seja também,um outro problema alarmante.
Talvez se essas mulheres tivessem um pouco mais de informação passariam a dar mais valor,a não somente em suas vidas, mas também a vida que elas são capazes de gerar .
Eu como uma mulher que não posso gerar um filho fecundado de forma natural, somente com ajuda da medicina, passei a dar mais valor , e fico muito triste ao ver noticias de abandono de crianças, ainda mais quando feita com covardias, como a citada no site, de um RN bandonado em um terreno e envolto por formigas, um outro caso que muito me chocou também foi aquele que a mãe jogou sua própia filha pela janela dentro de um rio, é muita falta de amor!
PRECISAMOS DAR MAIS VALOR AO DOM MAIS PERFEITO QUE DEUS NOS DEU , A "VIDA"!

Anônimo disse...

hoje há muita falta de educaçao nos lares,pais separados,mães solteiras,etc...temos visto um aumento muito grande de maes adolescentes,sem instruturas,formação e condiçoes financeiras p/ criar e educar seus filhos,não temos como educar os jovens de hoje,(que não são nossos filhos)a serem responsáveis por uma gravidês indesejada,não temos lei p/ proteger um bebe cujo pai é adolescente e não se responsabiliza por mãe e filho,as autoridades não tem como reverter essa situação?

Lilian disse...

Sinceramente não consigo conceber a idéia de aceitar ou concordar com a forma como as coisas acontecem.
Desde que o mundo é mundo sabemos que há casos em que as mães abandonam os seus filhos, que há desamor entre as pessoas, mas ultimamente estou estarrecida com tanta maldade e indiferença das pessoas quanto ao amor ao próximo, ao ser que saiu de dentro das suas entranhas, que se alimentou, cresceu, respirou e viveu dentro dessa pessoa que é chamada de “mãe” por nove meses.
Depois quando nasce, despreza como se fosse um lixo, ou uma coisa qualquer sem importância sem sentido, sem vida.
Meu Deus isso me corrói e me traz uma indignação terrível.
Tenho dois filhos lindos, sou muito grata a Deus por isso, fui mãe bem novinha e nem por isso abandonei meus filhos, passei várias dificuldades, fiquei viúva aos 27 anos, com dois filhos para criar um de 06 e o outro de 03 anos de idade, tive que me virar sozinha, mas venci, consegui e nem por isso abri mão de ficar com eles em nenhum momento. Hoje estão grandes 17 e 14 anos, já estão se virando na vida, cada um procurando fazer a sua história e eu tinha o grande desejo de sentir de novo essa sensação de carregar um filho no ventre e de ser mãe nesse momento tranqüilo da minha vida, casei novamente e fiz a reversão de laqueadura para tentar uma nova gravidez, sou casada há 09 anos e decidimos tentar novamente, infelizmente as vezes temos uma vontade e Deus tem outros desígnios, consegui engravidar após um ano da cirurgia mas perdi o neném, tive uma hemorragia interna, tirei o neném e minhas trompas e agora não posso mais engravidar.
Vejo essas histórias de abandono e choro muito, pois temos muito amor para dar para uma criança .
Descobrimos em nossos corações a gestação de uma criança ou seja, o desejo de ter mais um filho mesmo que este não viesse do meu útero e sim dos nossos corações que estão preparados para receber esta criança. Montamos o berço , temos as roupinhas, fraldinhas, tudo para acolher bem este neném .
Infelizmente barramos na burocracia, fomos há pouco tempo no FORUM da nossa cidade – São Bernardo do Campo, para formalizarmos o nosso desejo de adotarmos uma menina, recém-nascida e branca para fazer parte da nossa família, fizemos a primeira visita ao grupo de apoio aos pais adotantes de SBC , precisamos fazer mais uma visita e a visita a um abrigo para podermos entrar com a papelada, para sermos ou não aprovados como pais adotantes para depois entrarmos na fila de adoção. Pelas informações que obtivemos é um caminho árduo e demorado, porque normalmente essas crianças são liberadas para adoção em última instância, quando a mãe não quer de maneira alguma, quando todas as possibilidades de adoção por familiares são esgotadas, daí são liberadas para adoção. Enquanto isso a fila só cresce, os pais estão prontos mas seus filhos não aparecem e o processo fica cada vez mais complicado.
É difícil aceitar tudo isso, sabendo-se que poderia ser muito diferente e mais simples.
Fico indignada também quando penso na hipótese de alguém deixar uma criança na minha porta e não possamos ficar com ela, e essa criança seja levada a um processo moroso e doloroso de adoção.
Enquanto mães deixam seus filhos em latas de lixos, prendem suas cabeças com plásticos para que morram asfixiados, jogadas em rios, nas ruas, desprotegidos e com o cordão umbilical ainda em seu corpinho indefeso.
Outro ponto que também me deixa indignada são essas crianças que nascem no meio dos matos, sem condições nenhuma, sem condições de serem registradas, e para os pais nem existem e tem 1, 2, 3 anos de idade sem ter tomado uma vacina, sem ter ido ao médico, sem ter uma alimentação adequada, uma roupa quente para vestir e são tratadas com indiferença e desprezo pelos próprios pais.
Que mundo é esse?
Qual o nosso papel para mudar esse quadro?
Como devemos agir? Para sermos corretos e coerentes sem nos esquecermos do nosso papel como seres humanos?
Esse foi um desabafo de uma pessoa que tem vontade de ter um filho junto de mim, para dar amor, dedicação, calor humano e tudo que essa criança necessita.

Vênus disse...

É certo que falta assistência à população carente por parte do governo:poderia haver algo mais efetivo no que diz respeito ao acesso a medidas realmente eficazes contra gravidez indesejada...Mas falar também que nos dias de hoje a maioria desas mulheres não sabem o que fazem quando engravidam é hipocrisia demais, e muito cômodo para elas próprtias. chamo isso de falta de vergonha na cara: elas sabem o básico, e se o sabem, que então deixem de fazer se não o sabem sem que resulte na formação de uma vida inocente que vai pagar pela cara de pau delas no futuro...Sei que existem aquelas que realmente desconhecem, mas a maioria sabe bem o que faz, e não me comove a frase que gostam de pronunciar:é melhor que eu d~e a criança do que ficar com ela e não ter como criar...façam-me o favor...

Anônimo disse...

Respeitosamente as autoridades do nosso pais, eu acredito, que temos muita dificuldades para conseguir uma adoção, é muia exigência muitas das vezes desneccessária, se os pais querem adotar, têm condição financeira de cria-los, e muito amor para oferece-lhe, teria que ser aprovada a ficha cadastral, com tanta crianças abandonada, vc esperar na fila pra realizar um sonho, absurdo! Eu mesma sou mãe de 2 meninos sonho em adotar uma menininha, esperar na fila até quando?

Angela Souza disse...

Oi qero muito adotar uma criança sou do rio de janeiro municipio de são gonçalo qualquer coisa meu imail angelarangel2011@hotmail.com
quem souber d verdde alguem que queira doar seu filho me manda um contato .
um abraço angela

Angela Souza disse...

Oi qero muito adotar uma criança sou do rio de janeiro municipio de são gonçalo qualquer coisa meu imail angelarangel2011@hotmail.com
quem souber d verdde alguem que queira doar seu filho me manda um contato .
um abraço angela

Angela Souza disse...

Oi quero muito adotar uma criança sou do rio de janeiro municipio de são gonçalo quem souber de uma mãe que queira doar seu bebe entre em contato meu imail é angelarangel2011@hotmail.com
um abraço

Dr Mid night disse...

Meu nome é ensolarado dos Estados Unidos. Desejo
compartilhar meu testemunho com o público em geral sobre
Um grande lançador de magias chamada (Dr.midnight) tem feito por mim,
este Templo
ter apenas trouxe de volta o meu exemplo perdida
amante para me withtheir grande obra mágica, eu estava namorando esse homem chamado
Steven Nós ficamos juntos por um longo
Tempo e nós amamos a nossa auto de mas quando eu era incapaz
para dar-lhe um filho homem para 5 anos, ele me deixou e disse
me que ele não pode continuar mais, então eu estava agora
procurando maneiras de obter de volta e engravidar Além disso, até que um amigo
meu contou-me sobre este templo e me deu seu e-mail de contato,
então você não vai acreditar nisso quando entrei em contato com eles em meus problemas Eles
preparou os itens e lançar o feitiço para mim e trazer o meu marido perdido
para trás, e depois de um mês em falta do meu fluxo mensal e ir para um teste e
Os resultados afirmou que eu estava grávida, estou feliz hoje sou uma mãe de
um conjunto de gêmeos de um menino e uma menina, para agradecer o templo mais uma vez para
O que eles fizeram para mim, se você está lá fora passar por qualquer
destes problemas pode contactar thisgreat Dr. por ajuda listados abaixo:

Contactá-los ... drmidnight5@gmail.com

(1) Se você quer que seu exemplo o inverso
(2) Se você sempre tem sonhos banho.
(3) Você quer ser promovida em seu escritório.
(4) Você quer as mulheres / homens a correr atrás de você.
(5) Se você quer um filho.
(6) Você quer ser rico.
(7) Você quer amarrar o seu marido / esposa para ser
Seu para sempre.
(8) Se você precisar de ajuda financeira.
(9) Cuidados Herbal
(10) Se você não pode ser capaz de satisfazer a sua esposa
Desejo ou seis anos, devido
ação baixo err.
(11) se seus menstrual se recusam a vir
o dia em que supor ou sobre fluxos.
(12) se o seu trabalho se recusam a pagar-lhe, Pessoas
devido você?.
(13) a resolver um problema país e recuperá-lo.
(14) Você yourfamily Denny da sua
certo?
(15) Deixe que as pessoas obedecem as minhas palavras e fazer o meu
desejar
(16) Você tem uma baixa contagem de esperma?
(17) Caso resolver
(18) Você precisa de ajuda para ganhar na loteria? E.T.C

Contate-los em seu e-mail ou dr.midnight5@gmail.com