segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Bullying - Saber identificar e como prevenir

Neste segundo livro, o Dr. Aramis Lopes Neto, pediatra e pioneiro no Brasil no estudo do bullying, aprofunda a abordagem do tema tão atual quanto importante.

A pesquisa realizada pela ABRAPIA em 2002, no Rio de Janeiro, que é até hoje a referência para todos os estudiosos do bullying, divulgada na íntegra no livro Diga não para o bullying!, também é bem enfocada no livro atual.

Sinopse:
Bullying vem da palavra inglesa bully, que significa tirano, valentão, brigão e é usado para expressar atos de violência física, verbal ou moral praticado nas escolas. Este livro busca esclarecer as causas e consequências da violência, além de traçar o perfil dos agressores, observadores e vítimas de bullying. Oferece também caminhos para abolir esse tipo de violência, apontando as dificuldades do processo.
Fonte: Livraria Cultura
Não dá para ficar calado.

3 comentários:

Evelin disse...

Boa tarde!

Gostaria de saber se há algum e-mail para o qual possa enviar sugestões.

Obrigada!

Abs,
Evelin
evelin@ptexto.com.br

Adriana Alves Costa disse...

Boa Tarde!
Me chamo Adriana, e sou mãe de uma menina de 12 anos,outro dia minha filha me contou uma historia que me deixou chocada,gostaria de sua opinião,pensei em ir falar com a diretora da Instituição,pois me comovi, tem uma garota na sala de minha filha que tem 11 anos e sofre bulling,de 3 colegas,que a chigam chamando por exemplo de puta,perguntei a minha filha ela o que faz, a mesma disse nada ,fica calada, e os outros alunos, eles riem do que os outros falam, e ela como ela age no dia a dia, minha filha me disse que ela não tem amigos, sua voz e um tom baixo,eu disse pois seja amiga dela, e minha filha me disse,mas eles vão fazer o mesmo comigo, eu lhe respondi que ela não precisa desse tipo de amizade, e que se isso viesse a acontecer que me dissesse, enfim...nessa segunda dia 27 de janeiro ao deixar minhas filhas na escola vou falar com a diretora a respeito, só que fica a dúvida devo me meter nesse assunto, e correto,mas como mãe tenho que fazer a minha parte,por que faço parte da comunidade ,e quero um bom ambiente escolar para minhas filhas.E esse meninos tem que ter respeito pelos colegas, e não tratá-los com palavras de baixo calão,no caso a menina,me ajude devo ir até a diretora!
Grata pela tenção,
No aguardo de uma resposta
Adriana

Adriana Alves Costa disse...

Boa Tarde!
Me chamo Adriana, e sou mãe de uma menina de 12 anos,outro dia minha filha me contou uma historia que me deixou chocada,gostaria de sua opinião,pensei em ir falar com a diretora da Instituição,pois me comovi, tem uma garota na sala de minha filha que tem 11 anos e sofre bulling,de 3 colegas,que a chigam chamando por exemplo de puta,perguntei a minha filha ela o que faz, a mesma disse nada ,fica calada, e os outros alunos, eles riem do que os outros falam, e ela como ela age no dia a dia, minha filha me disse que ela não tem amigos, sua voz e um tom baixo,eu disse pois seja amiga dela, e minha filha me disse,mas eles vão fazer o mesmo comigo, eu lhe respondi que ela não precisa desse tipo de amizade, e que se isso viesse a acontecer que me dissesse, enfim...nessa segunda dia 27 de janeiro ao deixar minhas filhas na escola vou falar com a diretora a respeito, só que fica a dúvida devo me meter nesse assunto, e correto,mas como mãe tenho que fazer a minha parte,por que faço parte da comunidade ,e quero um bom ambiente escolar para minhas filhas.E esse meninos tem que ter respeito pelos colegas, e não tratá-los com palavras de baixo calão,no caso a menina,me ajude devo ir até a diretora!
Grata pela tenção,
No aguardo de uma resposta
Adriana