sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Presidente do Brasil defende o uso do fumo!

Foto: Dida Sampaio/AE

Na realidade não creio que Lula seja um modelo para muitas pessoas. Contudo, a figura do presidente da república defendendo o uso irrestrito do fumo e se colocando contra o projeto do Ministério da Saúde de seu próprio governo, que libera o fumo apenas na própria casa e na rua, é um absurdo e um péssimo exemplo. Os males causados pelo fumo para o usuário e para os fumantes passivos são incontestáveis. E o presidente da república dá uma entrevista fumando uma cigarrilha e afirmando que na sua sala, "quem manda é ele". E ele quer fumar.

Ninguém mais estranha as declarações, quem beiram a infantilidade, do nosso presidente da república, mas é lastimável que ele ao invés de se engajar na luta anti-tabaco, dê um péssimo exemplo.

Não dá para ficar calado.

Um comentário:

Andre Bressan disse...

Lauro, não podemos esquecer que este homem público, funcinário público, acha que pode fumar em sua sala (onde ele acha que manda). O problema é que a sala "dele" é um estabelecimento público em cujas dependências é proibido fumar. Ou seja, não só é um ser humano ignorante das questões que participam da questão do projeto de lei, quanto não está preocupado com sua saúde, é um funcionário público que não cumpre as leis que regem o seu serviço. Será que ele poderia ser punido> Confessar publicamente um delito no exercício da função não deveria comprometê-lo em sua ficha presidencial> NÃO VAMOS FICAR CALADOS!

Essa é a nação onde as pessoas são mais importantes que os indivíduos!

Um abraço.